quinta-feira, 15 de setembro de 2011

CONGRESSO NACIONAL DE LÍDERES DE CRIANÇAS E JUNIORES 2011 - BA

Boa noite turminha abençoada do ministério infantil!
Paz seja convosco!
Venho nesta noite compartilhar uma das experiências vividas por mim no congresso nacional deste ano. Na noite do dia 10 de setembro (sábado) realizaríamos no congresso o culto quadrangular e durante um período de oração no início do culto o Senhor mostrou-me algo que me deixou confusa, mas que foi explicado em parte pelos lábios da pastora Mônica Ribas durante a palavra daquela noite. Naquele momento de oração senti-me como se estivesse voando e tão grande era a sensação que podia sentir o vento no meu rosto, podia sentir meu corpo passar por entre as nuvens do céu. Mas no meio daquelas nuvens existia um grande espelho de água tão grande quanto o mar que me fez lembrar o caudaloso rio Amazonas e a grandiosa floresta formada por árvores grandes, verdes e fortes que é regada por ele. Era uma visão linda que me fazia agradecer pela maravilhosa criação do Altíssimo!
Durante a palavra pastora Mônica falou sobre voar alto, reconhecer os rios de avivamento que estão prontos a serem derramados sobre a terra seca. Ministrou que precisamos ousar para ver as promessas sendo cumpridas e tudo isso foi de encontro com tudo que eu havia visto durante a oração.
Porém durante um período de busca por este avivamento o Senhor me levou a intercessão e mostrou que aquelas árvores não estavam plantadas em terra, mas sim entre uma grande multidão de mãos de crianças elevadas aos céus. Entendi que aquelas crianças estavam clamando por mais de Deus, mas não conseguia encaixar isto naquela imagem tão maravilhosa.
Fiquei confusa e por diversas vezes clamei ao Senhor que me fizesse compreender tudo aquilo, mas nada se esclarecia para mim.
Na manhã do dia seguinte (domingo - 11 de setembro) durante o encerramento do congresso fixei meu olhar no painel do congresso e se você observar com calma verá que a árvore esta plantada em terra seca e pude ver claramente esta terra da imagem ser substituída pela imagem das pequenas mãos elevadas aos céus.
Diante de tudo isso fiquei ainda mais confusa, mas como o tempo de Deus não é igual o nosso
no tempo certo tudo iria se esclarecer em minha mente e coração.
Voltando para Maceió vim conversando com tia Kamilla olhei pela janela e lembrei na imagem que vi do rio São Francisco na divisa de Alagoas e Sergipe e das dificuldades que a região alagoana banhada por ele passa. Com esta comparação Deus colocou em meu coração a seguinte:

Existe um caudaloso rio de sai do trono de Deus pronto a derramar poderoso avivamento sobre nossas vidas. Estas águas estão sendo derramadas sobre nossos ministérios que são as árvores regadas por Deus e por isso devem ser grandes, fortes e sempre verdes (Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará - salmos 1.3) e nossa crianças devem ter a cada dia mais fome e sede de Deus.

E ENTÃO COMO ESTÁ O SEU MINISTÉRIO?


Lyviandrade
Maceió,15 de Setembro, 2011.






Nenhum comentário:

Postar um comentário